LuliDialogosBR-28.jpg

Diálogos que salvam  

Capacitação para serviços públicos no combate à violência doméstica

Uma verdade díficil de aceitar

Em 2020, foram registrados 105.821denúncias de violência contra a mulher, dados divulgados pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

A violência doméstica é uma questão social, atribuída pela desigualdade nas relações de gênero, um fenômeno de extrema gravidade que coloca em riscos milhares de mulheres.

Um estudo realizado pela Organização Mundial da Saúde (2002), constatou que cerca de 20% das mulheres que sofrem violência por parte dos conviventes, não relataram a violência para nenhum membro da família ou amigos, 19 anos depois, quebrar o silêncio da violência ainda é muito difícil.

Criar possibilidades para a quebra do silêncio 

 

Para a mulher conseguir quebrar o silêncio, quebrar o ciclo da violência é necessário que ela possua uma rede de apoio, familiar, comunitária e de serviços, o caminho percorrido por ela existe, a falta de apoio, a revitimizacão e a violência institucional.

 

Existem várias portas de entrada para a mulher procurar apoio, como delegacias especializadas e convencionais, serviços de saúde e assistência social.

Ao atender uma mulher em situação de violência é necessário que o profissional possua uma escuta humanizada e entendimento de uma instrumentalidade específica. Compreender a história dessa mulher e construir em conjunto com ela planos, de segurança, de acompanhamento, sociojurídico, avaliação de risco e de rede.

Para humanizar o atendimento nesses serviços é imprescindível articular uma rede de setores e políticas, o conceito dessas redes se apresenta como alternativa para compreender o contexto em que essa mulher está inserida, além de limitar a responsabilidade de cada ator. A atuação isolada não evita a exposição dessa mulher à novas situações de violência.

  • Articular uma rede de atendimento integrada entre os diversos serviços que atendem essa mulher

  • Criar protocolos e instrumentos uniformes para avaliação e condução dos casos; 

  • Monitoramento e Avaliação.

Formas de violência doméstica

Chuva

Violência psicológica

Dano emocional que não é visto, mas é sentido. 

Qualquer conduta que lhe cause dano emocional e diminuição da autoestima ou que lhe prejudique e perturbe o pleno desenvolvimento ou que vise degradar ou controlar suas ações. 

Somos parte da solução 

O Poder Público em todas as suas instâncias tem o dever se combater e prevenir a violência doméstica. Para além das questões relacionadas à segurança pública, formar servidores capacitados para atender situações de violência pode prevenir violências mais graves, evitar a violência institucional e proporcionar para mulheres um atendimento digno em qualquer área do setor. 

Freelancer

CONTATO

Para levar nosso projeto para o seu município preencha seus dados que entraremos em contato. 

Obrigado pelo envio!